A Crediacisc – única cooperativa de crédito mútuo formada por empresários de São Carlos – firmou uma parceria com a Associação Comercial (Acisc), Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e Associações de Engenheiros e Arquitetos de São Carlos (Aeasc) para oferecer atendimento especial aos associados dessas entidades.

Qualquer associado de uma dessas entidades pode procurar a Crediacisc para obter informações detalhadas sobre os produtos e serviços oferecidos e fazer negócios que irão movimentar a economia local. "Todo a movimentação financeira que fazemos fica na cidade de São Carlos, esse é o objetivo de uma cooperativa de crédito", explica Hercílio Antonio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração da Crediacisc.

Uma cooperativa de crédito funciona como um banco, embora se diferencie por não visar lucro. Oferece produtos como seguros para autos, residências, empresas, para mulheres, entre outros, consórcios, empréstimos, cheque especial, cartão de crédito, serviços de boleto. As taxas de juros e administrativas e as condições são melhores do que as praticadas no mercado. "Todos os cooperados são donos da cooperativa, portanto cobrar taxas altas é prejudicar o patrimônio coletivo", explica Carvalho.

A parcerias com as entidades de São Carlos tem o objetivo de fomentar a economia local e também de oferecer oportunidade de negócios para empresários e empreendedores ligados a elas. "Nós podemos, por exemplo, colocar R$ 2 milhões para circular na praça e nada melhor do que oferecermos para empresários parceiros, fomentando vários negócios por meio da pulverização de contratos. Isso fomentaria o consumo, emprego e geraria renda. Trata-se de fomentar o desenvolvimento local sustentável", detalha o presidente da Crediacisc.

Dica – No entanto, assim como bancos e demais financeiras, a Crediacisc segue as regras do Banco Central, como checar o score de crédito no momento das transações. A diferença da cooperativa é que existe um processo de educação financeira para orientar cooperados e demais pessoas.

A partir desse mês de agosto entra em vigor o Cadastro Positivo, que irá identificar os bons pagadores para liberar créditos ou outras transações. Esse cadastro classificará os consumidores segundo o seu score de crédito. "O melhor caminho é organizar as finanças pessoais e empresarias para evitar dificuldades e nós auxiliamos nesse processo", orienta Carvalho.

A Crediacisc, fundada em 2005, movimentou somente em 2018 R$ 20 milhões na economia local por meio das operações de créditos de seus 1,7 mil cooperados, que são, na maioria, de micro e pequenos empresários que têm de 1 a 5 funcionários.

Acompanhe também a Crediacisc: /crediacisc | @crediacisc